August 29, 2007

Duas Faces da Arte: Música e Verso

Ontem, aconteceu, no jardins internos do Palácio das Artes, mais uma noite do Projeto Terças-poéticas. Para mim foi especialmete tocante. Fora homenageado meu poeta brasileiro, tenho medo de ser injusta com tanto que admiro, por isso usarei aspas "preferido", Vinícius de Moraes. Os homenageadores fizeram da noite um ritual de ritmo em verso e em música. Perfeito! bem ao gosto do poetinha. Deixo com vocês um fragmento da noite, um belíssimo poema.
Axé a todos e todas!



Ternura
Vinicius de Moraes


Eu te peço perdão por te amar de repente
Embora o meu amor seja uma velha canção nos teus ouvidos
Das horas que passei à sombra dos teus gestos
Bebendo em tua boca o perfume dos sorrisos
Das noites que vivi acalentado
Pela graça indizível dos teus passos eternamente fugindo
Trago a doçura dos que aceitam melancolicamente.
E posso te dizer que o grande afeto que te deixo
Não traz o exaspero das lágrimas nem a fascinação das promessas
Nem as misteriosas palavras dos véus da alma...
É um sossego, uma unção, um transbordamento de carícias
E só te pede que te repouses quieta, muito quieta
E deixes que as mãos cálidas da noite encontrem sem fatalidade o olhar
extático da aurora.

Poesia completa e prosa", Editora Nova Aguilar - Rio de Janeiro, 1998, pág. 259.

3 comments:

** Heart and soul ** said...

ai ai...
essas pessoas sem humor que nao conseguem nem rir de uma piada...
hahahaha

adoro esse poema do vinicios...
it's one of my favorites...

kisses and hugs

Anne

ps. You miss the class today... it was really good...

Kelly Cândido said...

OW! I really sorry, but that day isn't so good to me.ok!?


hugs and kisses hehe!

Franz Znarf said...

a coisa aqui estao boas, rsrsrssr

otima escolha, eu nao faia uma melho rsrsrsr