September 26, 2010

Poesia primaveril


As ruas de Belos Horizonte estão lindas. Tem uns dias já...
Eu fico olhando e rindo. É o que a beleza provoca em mim, risos. Não é um riso escandaloso, ou incontido. É um riso brando como brisa a beira mar. É um rir para dentro que, às vezes, me escapa pelo canto da boca.
Fico admirada com a facilidade para o deslumbramento causado pelo bailar das flores, para lá e para cá.
É um dançar suave, leve... deixo-me levar por esse bailar, deixo a vontade de ser flor me tragar. É um modo de estar macio e suave. É um carinho feito ao acaso.

2 comments:

Anna said...

A primavera tb me encanta! Só não tenho gostado desses dias cinzas...

Kelly Cândido said...

Também não gosto muito!