June 6, 2007


Eu sempre tive essa cara assim pintada,
Com medo de me mostrar?
Eu sempre tive essa vontade de pular num trapézio e voar?
Eu sempre tive vontade sair vagando,
Disfarçando minha dor, minhas lágrimas com todas as cores?

Nem sempre eu fui assim,
Nem sempre a angústia me acompanhou e se Aconchegou.
Nem sempre eu quis minha
Morada sob o girassol,
Como carrossel dos sonhos.
É só agora, é por querer,
Por distração dos passos que
Não se fazem retos,
Mas descontinuos, descompassados

Quase ébrios.
Kel Cândido

2 comments:

** Heart and soul ** said...

Everything that is complicated, we can't fix...
Everything that is fixed, we can't complicated...

we're just complicated people... no one can't fix us... they just can help us to understand our meaning...

....................

ei... kelly... pode contar comigo pro Carrossel Imaginário...

beijos,

Anne

Kel Cândido said...

Can be!!!
But, the complicated is exist. Have at the eyes the flavor of bead of sun.

Thanks for comin!!